ECONOMIA DOMESTICA

Apesar da atual crise pela qual o país atravessa, onde os investimentos diminuem e os empregos rareiam, muitas oportunidades também surgem fomentando esperança. E uma dessas portas que se abrem frente ao cenário caótico é a valorização e utilização no cotidiano da economia doméstica. Você conhece os principais assuntos a respeito desse tema? Leia atentamente o artigo e conheça os detalhes que apresentaremos.

Ao falar de economia doméstica o que vêm a sua mente logo de cara?

  • Aquela na qual comparamos os preços das mercadorias nos mercados?
  • Aquela que controla os gastos de energia elétrica e água?
  • Aquela que substitui a dieta dos familiares visando alimentos mais baratos?

Fato é que a economia doméstica hoje conta com muito mais detalhes, sendo inclusive tema de estudo em várias universidades. Aprofunde suas ideias!

O que é economia doméstica?

economia domestica e renda extra

 Entendemos por economia doméstica todas as relações financeiras que envolvem o lar e seus ocupantes, inclusive a própria divisão do trabalho.

Sendo assim, todo o fluxo de dinheiro que é movimentado pelas pessoas que moram numa casa, de uma forma ou de outra fazem parte da economia doméstica e deve ser muito bem pensada em função da qualidade de vida de todos que ali moram, otimizando ações e minimizando perdas.

A importância de um trabalho extra!

Tradicionalmente, procura-se se muito na internet formas alternativas de complementar a renda de uma família, o que é muito conhecido como renda extra. Atualmente existe dezenas de formas de uma família iniciar um projeto para obter tal lucro. Uma das formas mais rentáveis e lucrativas que podemos destacar, são os tão aclamados programas de afiliados. Através desse sistema de terceirização das vendas, o afiliado recebe uma porcentagem por cada venda realizada.  Neste blog encontra-se algumas das 27 formas mais atrativas de renda extra, vale a leitura!

Essa é talvez a forma que mais vem crescendo, quando o assunto é complementação de renda.

 A economia doméstica nos dias de hoje

 Antigamente o conceito de economia doméstica ficava restrito apenas aos custos que a dona de casa tinha na manutenção da limpeza da casa e os gastos com a alimentação da família. Contudo, como mencionamos, esse entendimento mudou e hoje abrange uma infinidade de conhecimentos, dentre os quais podemos destacar: o gerenciamento do dinheiro da família, os investimentos da família e divisão do trabalho.

Hoje não temos mais a figura do provedor, aquele pai que mantinha com o seu salário todos os gastos de uma família. As mulheres foram para o mercado de trabalho, os filhos retardam os casamentos e vivem mais tempo junto à família de origem, além do aumento do custo de vida. Dessa forma, praticamente todos os moradores de um lar são chamados à responsabilidade financeira do lar, obrigando ao bom gerenciamento dos diferentes proventos.

Outra coisa que mudou sensivelmente foi o tipo de investimento familiar, ou seja, antes tais aplicações ficavam restritas a caderneta de poupança e a aquisição de bens imóveis, hoje até mesmo a bolsa de valores se tornou acessível e atraente.

Por fim, nessa breve reflexão sobre economia doméstica, temos uma nova ordem de funções dentro do lar e que estão intimamente ligados com a nova economia doméstica, ou seja, o que antes ficava tudo sob responsabilidade da mãe, hoje todos precisam contribuir de alguma forma: o marido ajudando na limpeza da casa, os filhos ajudando na elaboração dos pratos, etc. Tudo isso tem impacto direto nas finanças de um lar.

 Dicas sobre economia doméstica

 Algumas breves dicas que podemos destacar são: a análise criteriosa dos boletos e a devida discriminação dos seus gastos (pois muitas vezes pagamos pelo que não consumimos de fato), a verificação das instalações hidráulicas e elétricas visando cortar desperdícios e o pagamento sempre que possível em dia, especialmente dos tributos públicos, por conta dos altos juros praticados.