Por Que É Mais Difícil Perder Peso Depois De Uma Recaída

Resultado de imagem para perder peso

Por Que É Mais Difícil Perder Peso Depois De Uma Recaída

Recuperar vários quilos perdidos depois de uma dieta radical de curto espaço de tempo, é mais comum do que se pensa. Isso se deve não apenas a fatores psicológicos, mas também ao desempenho hormonal do organismo e a questões físicas que forem alteradas pela mesma.
Algumas dietas restritivas tendem a ser tentadoras, já que produzem efeitos rápidos e grandes perdas de peso. Mas, ao mesmo tempo, esses efeitos podem ser contraproducentes para o objetivo que se deseja alcançar, que não é apenas perder alguns quilos”, mas também poder mantê-lo no tempo, sem recair. A perda rápida de peso impacta diretamente sobre as hormonas, o que significa que não só é mentalmente e fisicamente mais difícil perder peso de novo depois de uma recaída, mas, além disso, os hormônios estão realmente trabalhando contra si mesmo.
Ao realizar uma dieta extrema e reduzir consideravelmente a quantidade de calorias, afetam os níveis de leptina e grelina. Esses hormônios são as encarregadas de regular o sentimento de saciedade e fome. Ao diminuir a leptina e aumento da grelina diante de uma perda de peso repentina, não só aumenta o apetite, mas que o metabolismo se torna lento e se gasta menos energia. Por isso é importante fazer certas correções na alimentação para que estes hormônios colaborem com o plano de redução de peso e não trabalhem contra.

É possível reduzir o nível de grelina ingerir algumas nozes, um copo de água, algum pedaço de fruta, cerca de 30 a 40 minutos antes de uma refeição. Além disso, é importante comer de forma lenta, dando lugar à hormona de ir normalizando o seu funcionamento. Por outro lado, para manter elevado o nível de leptina deve-se priorizar as gorduras não-saturadas perante as saturadas, e evite os molhos, pães e refrigerantes.
Nos encontramos, então, diante de vários fatores que empurram o corpo para trás e recuperar o peso que tinha conseguido diminuir. Não só a ação de hormônios e células adiposas, mas também os efeitos negativos que este processo gera a nível psicológico e anímico.

O que fazer para evitar recaídas saber como podemos lidar com elas?

Resultado de imagem para evitar recaida
Evitar cortar com grupos inteiros de alimentos desnecessariamente, seguindo às cegas um plano que levou a cabo um amigo famoso. Escolher uma dieta que tenha em conta as características que causam dependência do paciente e que não signifique uma mudança radical do estilo de vida. Ou seja, um programa adequado a essa pessoa, que seja renovável e passível de alteração para não gerar monotonia ou esgotamento. Além disso, ao levar a cabo um plano nutricional adequado, será mais fácil poder mantê-lo no tempo e impedir que as células adiposas recuperarem o seu tamanho inicial. Sempre é imprescindível acompanhar a dieta com atividade física.

Não transformar a comida em um inimigo
A relação com a comida pode chegar a ser má. O ciclo tóxico de ganhar e perder peso, restringir e comer em excesso, gera estresse e uma obsessão que pode atingir todos os domínios da vida. Por isso, é importante encontrar um equilíbrio, lembrando que a comida é o veículo para obter energia e boa saúde, como Colastrina, e que com um plano adaptado é possível conviver com os alimentos. Uma boa opção é, por exemplo, planejar com antecedência as refeições e entre as refeições, para poder ter sempre à mão o necessário para estar bem alimentado, não aumentar de peso e evitar tornar-se rotina.

Avaliação permanente

Resultado de imagem para perder peso
Tanto durante a implantação de um programa nutricional como depois do mesmo, é necessário realizar avaliações de diferentes tipos. A avaliação nutricional deve ter em conta as refeições causam dependência que tem da pessoa, evitando recaídas. Além disso, a profissional irá te dizer quais alimentos e frutas ingerir, como banana, as carnes, Revital e também a normalização da alimentação não quer dizer que ele volte a comer o que comia antes perder peso, mas sim, poder comer de tudo em quantidades reguladas e contribuindo para a manutenção. Somado a isso, deve haver uma avaliação da actividade física, paulatina e personalizada, e uma avaliação psicológica.

A importância da auto-estima
Levar a cabo um plano nutricional não deve ser uma tortura. Ao contrário disso, deve ser tomado como um benefício para a saúde e uma forma de comprometer-se com você mesmo. A confiança é fundamental, na falta dela diversos problemas podem aparecer, até mesmo a queda de cabelo (veja mais: remedio para nascer cabelo) Por isso, recomenda-se cercar de pessoas que sirva de apoio, encher-se de pensamentos positivos e lembrar os pontos fortes para que a pressão diminua. O mesmo ocorre diante de uma recaída. É muito valioso, não tomá-la como um fracasso, mas ser capaz de reagir a tempo, modificar ligeiramente o plano, retomar o controle recorrer a um profissional em caso de necessitar de mais ajuda.

Tanto as questões fisiológicas, como as relacionadas com o estado de ânimo podem ser controladas atendidas perante qualquer reincidência, aumento de peso. O fundamental é não se desespere nem se render imediatamente, mas fazer algo a respeito. Quer pedir ajuda, alterar o plano para que seja mais adequado, realizar mais atividade física, todas elas combinadas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *